terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Porque não utilizar a vela de andiroba no combate a dengue

Produção de óleo de andiroba artesanal. Vê-se nas bacias de aluminio os chamados "sapos" utilizados na queima para espantar os insetos na floresta.
Os pés que aparecem na foto são do Dr. Castro da Universidade Federal do Amazonas na Comunidade do Roque, Municipio de Carauari - AM, Rio juruá.

Na floresta amazônica nesta época é época de chuva, umidade relativa do ar de até 98%, (Anais da 58ª Reunião Anual da SBPC - Florianópolis, SC - Julho/2006), é neste período que, especificamente na ilha do Marajó os rios e lagos enchem os campos ficam verdes, os frutos amadurecem, e vem uma enxurrada de mosquitos. São maruins (Culicoides paraensis), carapanãs (Aedes aegypti, Anopheles (Nyssorhynchus) darlingi Root, 1926, Anopheles (Nyssorhynchus) albitarsis LynchArribalzaga, 1878, Anopheles (Nyssorhynchus) aquasalis Curry, 1932, Anopheles (Kerteszia) cruzi Dyar & Kanab, 1908, Anopheles (Kerteszia) bellator Dyar & Knab, 1908), entre outros insetos, em algumas localidades mesmo durante o dia temos que ficar em baixo de mosqueteiros, (tipo de cobertura de filó que colocamos nas redes paras se proteger dos insetos), para evitar as picadas dos mesmos. Para diminuir o ataque destes insetos os ribeirinhos queimam quase tudo, de esterco de búfalo a serragem, porem o que mais diminui esta incidência de insetos e a queima do chamado “sapo” de andiroba, que embora produza uma fumaça de odor desagradável e forte, devido a grande quantidade de óleo com ranço que este material tem, além de grande quantidade de dejetos de microorganismos, é a melhor solução que o homem da floresta tem ao alcance da mão, isso por que esta época também é época de coletar frutos das andirobeiras e preparar para extrair o óleo de andiroba, este óleo extraído de forma artesanal gera o resíduo que é queimado com a finalidade de espantar os insetos.
A indústria de óleos da Amazônia, Brasmazon, criada por mim e mais alguns sócios a partir de 1995 ao produzir óleo de andiroba em escala industrial gerou um produto que passou a ser aproveitado na fabricação de vela de andiroba, processo que foi patenteado por mim PI 9706610, estas velas chegaram a ser produzido em larga escala pelo LAFEP, com as bênçãos do então Ministro da Saúde José Serra para ser distribuído com a finalidade de auxiliar no combate da dengue, projeto este abandonado não se sabe ao certo por qual motivo.
Vejam a noticia da Revista Isto É de 30/01/2002. “A luta contra a dengue também é travada na Fiocruz. Far-Manguinhos desenvolveu uma vela feita com o bagaço da andiroba, planta amazônica que reduz entre 70% e 100% o apetite da fêmea do mosquito Aedes aegypti, responsável pela picada que transmite a doença. Far-Manguinhos licenciou dez laboratórios brasileiros para fabricar a vela, vendida entre R$ 2 e R$ 8. Mais um ponto para essa ilha de excelência.”
O Dr. Lauro Barata um dos maiores conhecedores de ativos da floresta professor da Unicamp, em 2002 publicou um trabalho que isolava os ativos deste produto da andiroba, (ESTUDO DO RESÍDUO INDÚSTRIAL DA EXTRAÇÃO DO ÓLEO DE ANDIROBA Adriano Martinez Basso (Bolsista PIBIC/CNPq) e Prof. Dr. Lauro Euclides Soares Barata (Orientador), Instituto de Química - IQ, UNICAMP), referendando desta forma que o conhecimento popular transferido de geração em geração para caboclos como eu e muitos outros mais. Eu pergunto como caboclo e como químico por que uma solução barata e de fácil acesso não esta sendo utilizada na prevenção da doença neste verão e nos verões passados?
Falta de informação? Só pode ser.
Hoje o quilo do pó de andiroba para a vela custa R$ 4,00 o quilo, para o consumidor final, podendo fazer até 5 quilos de velas que pode ser feita em casa mesmo, basta derreter a parafina misturar ao pó de andiroba, 20%, mexer por 15 minutos, e filtrar em saco de coar café, e colocar na forma de sua preferência ou em tubos de PVC com um pavio grosso que pode ser feito até mesmo de barbante, ou pavios para velas “7 dias 7 noites” vendidas em casas de produtos artesanais. Tome cuidado com cortinas e materiais inflamavés quando esta acabando de queimar esta vela forma uma chama grande. O que sobra no saco de coar café pode ser acumulado para queimar fora de casa em fogareiros ou até mesmo churrasqueiras, antes ou depois da festa para afastar insetos, forma uma grande quantidade de fumaça.
Alem do mais ao utilizar um produto deste você esta ajudando a preservar as andirobeiras da Amazônia, uma arvore produz de 50 a 200 quilos de sementes por anos, se as sementes não são compradas ao preço de R$ 250,00 a tonelada estas arvores correm o risco de serem sacrificadas pelos ribeirinhos pela sua legitima necessidade de subsistência, a compra de velas aumentaria a demanda de sementes.
A vela feita como óleo não tem uma fagorepelencia tão boa quanto da vela feita com fase sólida.
Atualmente o pó de andiroba é vendido para a empresas de produtos orgânicos, utilizadas nas lavouras contra formigas e fungos , tendo uma aceitação atual muito boa, porem fica novamente a pergunta por que não evitar despesas, sofrimento e até mesmo morte com auxilio de um produto como esse?
Um abraço amazônico a todos.
Luiz Roberto Barbosa Morais-Curupira da Amazônia

6 comentários:

Luli disse...

É uma verdadeira generosidade trazer ao público a proporção e modo de fazer a vela de andiroba. Há alguns anos encontrei à venda velas a preços relativamente baixos - pois há velas em casas especiais com preço alto. A falta de informação é grande, somado ao interesse das indústrias químicas em coibir qualquer promoção de produtos simples, naturais, baratos, eficazes e inofensivos à saúde.

walupima disse...

dr. temos interesse em saber como adquirir o oleo de andiroba em quantidade grande. favor informar como podemos entrar em contato com os srs.Queremos fazer uma campanha contra o dengue. obrigado. dr. washington machado
e-mail. walupima@gmail.com

jeane calixto disse...

Sou artesã e fabrico velas artesanais,gostaria de saber como tenho acesso a este pó de andiroba,pois ainda não conheço.gostaria de comprá-lo, aqui em Fortaleza é possível adquirir este produto?

Lia disse...

Bom dia! Achei o artigo ótimo. Estou querendo fabricar velas para matar pernilongos e a andiroba acho que é eficaz. Por favor, onde posso comprar o pó para a fabricação, pois a procedência é a mais importante.
Grata,
Abraços
Lia

Livia Lima disse...

Onde podemos comprar as velas de andiroba citadas aqui no blog? Tem como comprar pela internet?

sheila rocha disse...

Tb tenho interesse..